Marcha Para Jesus Porto Alegre 2010

Uma benção!

Aconteceu no sábado, dia 20, a Marcha Para Jesus 2010. Foi um tempo muito precioso de comunhão, alegria, celebração e adoração para o Corpo de Cristo na cidade. O meu amigo e amado irmão em Cristo, Tom Telles, membro da Igreja Batista de Mont' Serrat , fez uma cobertura em video esplêndida da marcha, cujo resultado você assiste abaixo.


 


Como você pode ver no video, no todo a marcha foi ótima e teve um resultado positivo. Com certeza o Senhor sorriu para nós e nos visitou na linda tarde, que mais parecia uma pintura na hora do por-do-sol.

Por-do-sol no Guaíba


A Alegria do Senhor os fortalecerá!


Foi lida e declarada profeticamente uma palavra em Neemias 8, onde Neemias e Esdras, juntos com os sacerdotes e os levitas, reunem o povo na praça da cidade, diante da porta das águas, declarando aquele dia como consagrado ao Senhor, profetizaram que a alegria do Senhor fortaleceria o povo. Numa só voz, o povo de Porto Alegre, em conjunto com seus sacerdotes e ministros, na praça da cidade, na "porta das águas"(o Gasômetro era um dos principais acessos de embarcações na primeira metade do século XX, e hoje ainda saem dali barcos em passeio), declararam que "a alegria do Senhor é a nossa força".

No final do evento, a Nívea entregou uma palavra de arrependimento e reconciliação, convidando as pessoas a entregarem suas vidas a Jesus. Aos que já tinham feito isso mas se sentiam inseguros e fracos nessa decisão, foi feito um convite para que renovassem sua aliança com Deus em Jesus Cristo. De maneira muito carinhosa, educada e ordeira, o povo abriu um corredor diante do palco para que as pessoas que queriam atender aos convites pudessem se aproximar da plataforma para orar. Um momento muito lindo e emocionante.

Ela também convidou os pastores de Porto Alegre para que subissem à plataforma e orassem juntos uns pelos outros. Enquanto ela orava pelos pastores, o Senhor colocava em sua boca palavras específicas e contundentes para abençoá-los, mas que também trouxeram um impacto de cura e libertação para a Igreja em Porto Alegre. Percebíamos que o Senhor estava ministrando algo muito grandioso em nós ali naquele momento, como cidade, através do que estava fazendo nos nossos líderes.

Após o encerramento, a organização distribuiu sacos de lixo e a Igreja repetiu a dose de 2009, deixando a praia limpinha. Um baita testemunho! 

Um Balanço

Entretanto, o BRP sempre mostra todos os lados da moeda, e algumas coisas que aconteceram ao redor da Marcha precisam ser comentadas, para nossa edificação e amadurecimento.
Acompanhei a marcha no chão, no meio do povo, e ao mesmo tempo em que celebrava, ouvi os comentários das pessoas sobre vários aspectos do evento. Uns como sempre, bobos e inúteis, não me deterei neles. Outros no entanto, me chamaram a atenção e por virem com conselhos sadios, inteligentes e éticos, creio valer a pena repetir e comentar.


Pessoas idosas lamentaram a ausência do Melão, o ônibus que no ano passado as levou pelo trajeto todo, e que segundo informações divulgadas em todas as igrejas durante o período anterior à Marcha, estaria presente novamente. Alguns irmãos que estavam com carros nas proximidades acabaram por dar carona aos idosos. Outros idosos participaram da celebração somente na Praça da Matriz e foram embora. Alguns insistiram em marchar e pararam no meio. Uns espertinhos pegaram um circular até o Gasômetro, :) .


Apesar do Passe Livre nos ônibus, oferecido pela Prefeitura como parte das comemorações do Dia da Consciência Negra, estima-se que menos de 10 mil pessoas tenham participado da Marcha. E por falar nisso, eventos dessas comemorações também estavam acontecendo no centro no mesmo horário da Marcha, mais precisamente no Largo Glênio Peres. Quando o Trio Elétrico abre-alas parou na frente da Prefeitura, acontecia ao lado uma apresentação cultural musical que teve sua performance atravessada pelo "Som da Alegria". Eu estava a menos de 5 metros do carro de som. Os crentes mais fervorosos estavam ao meu redor, e muitas pessoas classificaram a "paradinha" como afronta (pois essas celebrações reúnem muitas organizações ligadas à Umbanda e Candomblé) e falta de respeito. Se foi por descuido, distração ou afronta mesmo (desculpem, mas infelizmente isso não é raro entre os crentes), eu não sei (e espero descobrir), mas seja qual foi o motivo, a situação foi tremendamente antiética. Faltou Mateus 7:12 na causa. Antes que alguém pergunte, não, eu não ia gritar e nem sair correndo para resolver a situação só porque eu estava perto. As comemorações aconteceram a semana toda. Quem organiza um evento dessas proporções tem obrigação de saber tudo que está acontecendo ao seu redor (nem é na Cidade toda) e se programar para isso. Como é que vai ser se a Marcha crescer e atingir milhões como é em São Paulo ou outros lugares?


Já na prainha do Gasômetro, duas coisas relacionadas ao som foram comentadas. A primeira, que as pessoas tiveram a sensação de o Pr. Paulo Figueiró ser a cobaia do show da Nívea e não o anfitrião que abre o evento, já que aconteceram todo tipo de falhas durante o período de celebração com aquele ministério.
Também com ele e já após, com a Nívea, mães com bebês se retiraram do local por se sentirem incomodadas pela estridência do som. Eu não disse volume, elas não acharam alto, acharam agudo demais. A expressão que ouvi de uma senhora que estava atrás de mim e pra trás de toda a multidão, (próxima a um ônibus pertencente à irmãos que divulgavam seu trabalho musical aproveitando a boa oportunidade) foi: "Esse som está irritante, vou ir embora."

Esperei uma semana para postar esse artigo sobre a Marcha pois queria acompanhar a repercussão na imprensa oficial da Cidade. Como no ano passado, foi ínfima a cobertura jornalística da Marcha. Uma pequena resenha na Zero Hora Digital e um cantinho no miolo do Diário Gaúcho impresso em 2009, e esse ano, dois artigos escritos na seção Leitor Reporter (clique para ver um deles). Fora isso, a cobertura se limitou novamente aos blogs, a maioria compartilhando impressões em forma de testemunho (afinal, blogs eram originalmente para opinar e não noticiar) e redigidos por grupos ou pessoas ligados diretamente com as igrejas envolvidas na organização, ou seja, a Marcha não saiu das nossas quatro paredes.

Mesmo assim, vou divulgar aqui os links de alguns blogs e sites que como nós escreveram sobre a Marcha, para que vocês possam apreciar como eu a excelente qualidade do material que tem sido produzida pelos nossos irmãos.
Outra coisa que é bem importante e o BRP se põe à disposição para divulgar é o destino das doações de alimentos e os nomes da(s) instituição(ões) alcançada(s), pois entendemos que a prestação de contas nessas campanhas de arrecadação é imprescindível, e que essa atitude traz vitória e prosperidade à Igreja, além de não queimar o filme na sociedade.

Que o Senhor abençoe a todos e nos faça crescer cada vez mais na Sua Graça, até que aquela comunidade retratada em Atos 2 ressuscite trazendo o Reino de Deus sobre nós.

No Amor de Jesus, o Messias

Juliano G. Leal - MRM/MARP

Clique para ver com detalhes


Related Posts with Thumbnails