"Eu tava se divertindo com o meu pai!"

Fui buscar meu filho na escola um dia desses, após minha esposa fazer uma observação de que eu poderia estar dando pouco tempo pra ele, devido ao trabalho e essas coisas que acontecem com todos nós. Mas a sugestão não parou por aí, ela disse pra eu surpreendê-lo, levá-lo para dar um pequeno passeio e comer alguma coisa juntos.
Peguei ele na escola e teve lugar o seguinte diálogo:
-Vamos no supermercado e depois tenho uma surpresa pra ti. Não vamos pra casa, vamos em um lugar diferente.
-Onde a gente vai?
-Num lugar legal, que tu gosta.
-No parque?
-Acho que não vai dar tempo, já tá ficando escuro.
-Então vamos comprar um carrinho da Hot Wheels novo?
-He he, não...
-Ai, pai então o que é?
-Tu consegue esperar? A gente já vai chegar lá. Me conta como foi a aula...
Enquanto ele contava, se distraiu e fizemos tudo que tinhamos que fazer e já estávamos indo na direção do "lugar misterioso", quando ele disse:
-Acho que eu sei onde a gente vai. Eu conheço esse caminho! - E abriu um sorriso enorme no rosto ao me olhar esperando que eu confirmasse sua expectativa de alguma forma.
-Será que conhece? Será que é o lugar que tu tá pensando? -Atravessamos uma rua e a sorveteria surgiu enorme e iluminada diante de nós. Os olhos dele brilharam:
-É sim! É sim! Eu tô vendo! Eu sabia que era isso, eu conheço esse caminho! É isso né pai? Posso entrar?
-Sim pode, era isso mesmo.
-Moça, eu quero um grande, todo de chocolate! Nhamiminhaminham! E tu pai?
-Quero um misto.
-Viu, meu pai também gosta de sorvete. Adultos podem comer sorvete!
Paguei, peguei e convidei-o para sentar-se comigo à mesa. Ele olhava pra todos os lados eufórico, deslumbrado com tudo como se fosse a primeira vez.
-Come o sorvete filho, vai derreter!
-Como é legal aqui, né pai? A mãe nem vai acreditar que eu tive aqui!Nhaminhaminham! Huuum, que bom que é esse sorvete!
Ficamos uma meia hora ali. Conversando e rindo. Depois fomos pra casa falando dos personagens animados que decoravam a sorveteria.
Chegando em casa, ele entrou saltitante dizendo:
-Eu tava se divertindo com o meu paaaaaaai! Mãe tu tinha que ver! Eu ganhei um sorvete grandão!
E começou a contar pra mãe tudo que eu acabei de contar pra vocês.
Fiquei pensando, que ao contrário de mim, o Senhor é um pai que sempre tem tempo, nós é que não queremos mais sair com ele. Acho que seria tão legal se a cada reunião na igreja ou entre irmãos tivessemos um testemunho novo de um tempo agradável que passamos junto com Ele. Isso nos edificaria. Nos faria mais sensíveis, mais amorosos, mais carinhosos, mais humildes, mais filhos de Deus. Parecidos com Ele.
Qualquer hora dessa vou entrar na igreja aos pulos dizendo:
"Eu tava se divertindo com o meu pai!"
Juliano Leal - MRM/MARP

Postagens mais visitadas deste blog

Pólvora em Chimango

Sacrifício Diário

Noé