Já pensou nisso?

Todos os que convivem mais de perto comigo sabem que sou técnico em informática. E lendo, estudando e aprendendo sempre mais sobre cura interior e libertação, me ocorreu algo que juntou esse tema com a informática. Todos acreditam que roubo é uma tremenda legalidade, mas a maioria dos crentes rouba software e acha normal. Se prepare para a cacetada.

Uma burrice espiritual

Em muitos computadores novos, tem vindo o Windows Vista® instalado, mas aí o preguiçoso diz uma meia dúzia de desculpas esfarrapadas sobre ser difícil, já estar acostumado com o outro, e faz downgrade pro Windows XP®. Seria só questão de preguiça se o XP fosse original, mas na maioria das vezes, é PIRATA. Dois pecados: preguiça e roubo.

Em outros casos vem com Linux, aí além daqueles dois de cima ainda é burrice mesmo. Se troca algo gratuito e legalizado por algo roubado. É uma incoerência! Tudo por não querer pagar pelos outros, ou não querer se adaptar a estes.

Mau testemunho

Aí você entra na casa do pastor, líder, etc, que é uma benção, ora para as pessoas serem curadas, o lider de louvor que fala em línguas e profetiza, o intercessor que vê o mundo espiritual, e tá lá no desktop deles aquele adesivo horroroso da Microsoft "você pode ter sido vítima de falsificação de software..."; então eles chamam o técnico crente e cometem mais alguns pecados: te tiram pra idiota, mentindo que o software era original e eles perderam a chave, ou que um técnico falcatrua veio e levou, e que aquilo só aconteceu porque alguém instalou alguma coisa que devia ter vírus.

Em primeiro lugar, nós técnicos sabemos o que aconteceu quando vemos essa cena. Segundo, o técnico falcatrua nunca tem nome. E por último, é quando instalam o Windows Live Messenger® ou outras novidades do tio Bill que isso costuma acontecer, pois eles ativam uma ferramenta chamada WPA (Autenticador de produto do Windows®), que detecta se é ou não pirata.

Damos um sorriso amarelo e começamos a manutenção. Formatamos e vamos reinstalar o Windows®. Pedimos para comprar ou achar a chave original e o mal testemunho transborda, normalmente dizendo que "todos fazem isso". Então tá, maria-vai-com-as-outras...

Fora os cracks

Que são as chaves de programas pagos baixadas da internet. Alguém pagou por elas e foi roubado para que essa chave esteja num site para download. Dificilmente um usuário leigo vai sair atrás de uma solução assim. Isso é mais comum entre técnicos e usuários avançados, pessoas que se deduz terem também um conhecimento razoável para discernir entre o certo e o errado, entre o legal e o ilegal.

Mas existe uma esperança

Comece pelos programas. Já existem soluções gratuitas de programas que substituem muito bem seus craqueados, e quebram essa legalidade na sua vida. Programas como Winamp, Audacity, Gimp, Foxit Reader, BrOffice.org, CdBurnerXP e Inkscape, substituem muito satisfatóriamente outros similares pagos que sobram craqueados nos pc's dos crentes. Ou você nunca instalou o Microsoft Office piratão? Nem o Nero? Photoshop? Adobe Reader?

E por último, mas não menos importante, se você gosta mesmo dos pagos, compre e legalize seus softwares. Inclusive aquele Church 9.0 craqueado na secretaria da sua igreja, tá?

Dai a Bill Gates o que é de Bill Gates, e a Deus o que é de Deus.

Juliano Leal - MRM/MARP

Postagens mais visitadas deste blog

Pólvora em Chimango

Sacrifício Diário

Noé