"Killer Chip" Saudita serviria para rastrear e eliminar indesejáveis

Traduzido por mim, da Fox News

Poderia ser o ultimato em controle político - mas a Alemanha rejeitou a patente.

Artigos na imprensa alemã publicados nas últimas semanas, dão conta de que um dispositivo de um inventor saudita, apelidado pela imprensa suiça de "Killer Chip"(Chip Assassino), teve sua patente negada.

O modelo básico consistiria de um modesto módulo GPS colocado numa cápsula e inserido em baixo da pele das pessoas, dessa forma as autoridades poderiam rastreá-los com facilidade.

O modelo B teria uma função extra - uma dose de cianureto mataria por controle remoto o portador do chip, sem barulho ou bagunça, caso as autoridades decidissem que ele se tornou uma ameaça pública.

Disse o inventor que o chip poderia ser usado para monitorar terroristas, criminosos, fugitivos, imigrantes ilegais, dissidentes políticos, trabalhadores domésticos e estrangeiros com vistos vencidos.

"A invenção certamente viola o parágrafo dois da Lei Alemã de Patentes - que não permite invenções que afrontem a ordem pública e a boa moral", disse a porta-voz do Gabinete Alemão de Registro de Marcas e Patentes, Stephanie Krüger, ao Website The Local.
Leia a notícia em inglês aqui. E eu vou comentar, aguarde...
Juliano Leal - MRM/MARP

Postagens mais visitadas deste blog

Pólvora em Chimango

Sacrifício Diário

Noé