Arrependimento

A confissão dos nossos pecados a Deus é um princípio básico para o acesso ao trono Dele. Porque quando não os confessamos, permitimos que uma barreira se forme entre nós e Deus; barreira essa que a cada dia aumenta e se curva sobre as nossas cabeças, tornando difícil a comunhão com o Senhor.

Um dos principais problemas é a confissão de “boca pra fora”, ou seja, quando não nos arrependemos realmente do pecado cometido. O arrependimento não consiste apenas em não voltar a praticar aquele pecado, mas de utilizar todas as nossas forças para que mantenhamo-nos afastados dele.

Recentemente eu fiquei sabendo do real significado da palavra pecado: a palavra se origina de um termo usado nas competições de arco e flecha e significa fora do alvo. Tendo isto em vista, a designação de pecado aumenta muito, pois não se trata de algo que não agrada a Deus, mas sim de tudo que está fora da vontade Dele, do seu grande plano para todos nós.

Visto desse ponto, quantas coisas na sua vida são pecados? Quantas pequenas coisas você fez e achou que não importava, que não tinham influência em nada, que eram pecadinhos? Pois cada um desses pecadinhos foi mais uma chibatada em Jesus, foi mais um espinho na coroa que lhe foi imposta antes da crucificação, foi mais uma ferida que Ele aceitou para que você tivesse a chance de ser salvo.

Mas somente por causa deste sacrifício realizado por Jesus é que nós hoje podemos pedir perdão por tudo aquilo que já fizemos de errado e imediatamente esta barreira será destruída pelo poder do sangue de Jesus, nos permitindo acesso novamente ao Santo lugar.

Não se deixe enganar pelo mundo, não pratique as coisas que o mundo pratica. Nós fomos separados deste mundo para louvá-Lo e adorá-Lo. Mantenha-se em oração e busque a santidade, pois larga é a estrada e grande a porta que leva à perdição.


Geibson Lehugeur

Postagens mais visitadas deste blog

Pólvora em Chimango

Sacrifício Diário

Noé