Enchei-vos do Espírito

Nos últimos três domingos, o Pr. Paulo Eril compartilhou conosco o tema do título a partir dos seguintes versículos:
18 E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito;
19 Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração;
20 Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo;
21 Sujeitando-vos uns aos outros no temor de Deus.
No primeiro encontro, foi destacada a importância de falarmos o que é bom, correto, adequado, abençoador (v19) - que ele complementou com versos de Tiago, de Provérbios e Isaías, a respeito da língua, da pureza e impureza dos lábios, - contrapondo o que se deve e não se deve dizer. Ressaltando que se eu falo o que Deus recomenda, começo a ser cheio e encher os outros. Se o contrário acontece, vou me esvaziar de Deus e me encher de qualquer outra coisa menos Dele.
No segundo domingo, fomos para o verso 20 onde foi destacado que devemos ser gratos pelo que nos acontece - complementado por versos de Romanos e citações de Jesus nos evangelhos -, que não devemos ser murmuradores nem idólatras. Pois, muitas vezes idolatramos situações, emoções e atitudes que nos esvaziam e afastam a presença de Deus de nós.
Ontem, foi falado sobre o verso 21 e a necessidade de estarmos em comunhão pra que todo o resto aconteça na nossa vida. Também aprofundou alguns aspectos da Ceia do Senhor, demonstrando que estar doentes, fracos ou mortos como diz em 1ª Corintios 11, é consequência de não discernir o corpo, que redunda em uma das maneiras de se esvaziar; e que a atitude oposta, obviamente ajuda a nos enchermos. Nesse aspecto específico, foi muito bom o que foi dito sobre se encher de Deus no ato da Ceia como um símbolo do meu desejo de fazer isso em todas as áreas da minha vida; e ao tomar, estar declarando a minha vitória em pelo menos uma área a cada comunhão.
Minha oração:
"Senhor, que possamos ser cheios do Teu Espírito nos enchendo da Tua Palavra, despejando a Tua Palavra, dando bom testemunho, falando direito, escrevendo direito, que possamos abençoar para sermos abençoados e Te buscar pelo que Tu és e não apenas pelas bênçãos. Que nós amadureçamos em Tua presença e consigamos nos disciplinar para trazer Teu Reino e Tua Glória a esse mundo na nossa geração, para vermos o mundo também cheio do Teu Espírito.
Em Nome de Jesus, o Messias,
Amém."
Juliano Leal - MRM/MARP

Postagens mais visitadas deste blog

Pólvora em Chimango

Sacrifício Diário

Noé