100 Perguntas Indigestas

A partir de hoje, começa uma coluna que vai receber material acumulado em mais de 8 anos de pesquisa e convivência eclesiástica. Vou postar aqui o "TOP 100" das perguntas mal respondidas da Cristandade. Aquelas perguntas que quando você faz, seu pastor ou líder se esquiva pra responder, dá evasivas ou te arrocha com autoritarismo, com respostas do tipo:

"Isso é muito complicado e agora não dá tempo de explicar..."

"Isso não é da sua alçada..."(Jeito educado)

"Isso não te diz respeito..."(Jeito mais irritado)

"Isso não é da tua conta, para de encher o saco!"(Jeito estúpido, e o mais corriqueiro...)

"São preciso anos de seminário para entender esse assunto..."

"Vai discutir o 'sexo dos anjos' agora?"

"Não tem mais nada pra fazer?"

"Arruma uma namorada..."

"Ah, só podia! É melhor parar de ler os livros daquele fulano!"

E por aí vai...

Espero que alguns pastores e também os paladinos absolutistas que se proliferam pela blogosfera, ousem responder essas perguntas nos comentários das postagens.

Essas perguntas não estão classificadas ou ordenadas por nenhum tipo de relevância ou mérito, vou postá-las aleatóriamente e no final das 100, criar um ranking com base na reação dos leitores da menos polêmica(será a 100ª) até a mais polêmica(será a 1ª do ranking).

Já tenho 100 perguntas, mas sugestões são bem vindas, basta enviá-las ao nosso email.

E pra começar, pergunta numero um:

Se Jesus e os apóstolos guardavam o Sábado, porque hoje 98% dos cristãos dizem que guardam o domingo e 90% não guarda coisa nenhuma?

Respostas mais ouvidas:

"Porque Constantino se converteu e estabeleceu o Domingo."

"Isso é uma tradição, não se discute, se pratica!"

Uma rasa e a outra autoritária. Cristãos que como eu anseiam pelo ensino e pela informação disseminada em todos os níveis sócio-intelectuais, manifestai-vos!

Juliano G. Leal - MRM/MARP

Postagens mais visitadas deste blog

Pólvora em Chimango

Sacrifício Diário

Noé