19° Dia É impossível Amar?

Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor é de Deus; e
todo o que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. - 1 João 4:7
O Desafio de Amar se inicia com um segredo. E apesar deste segredo ser um elemento
silencioso no decorrer de cada dia, você se tornou a cada dia mais desconfiado dele. Agora que
você já chegou até aqui, esse é um segredo que você está descobrindo por você mesmo, ainda
que você não saiba exatamente como colocá-lo em palavras.
O segredo é este: não podemos obter amor incondicional (ou o amor ágape) pelo nosso
próprio coração. É impossível. Está além das nossas capacidades. Está além de todas as nossas
capacidades.
Você pode até ter demonstrado de alguma forma bondade e generosidade, e você deve até
ter aprendido a ser mais ponderado, atencioso. Mas, sinceramente, amar alguém de forma
abnegada, incondicional é um assunto completamente diferente.
Então, como podemos fazer isso? Goste ou não, o amor ágape não é algo que você possa
produzir. É algo que apenas Deus pode fazer. Mas por causa do Seu grande amor por você - e do
Seu grande amor pelo seu cônjuge - Ele escolheu expressar Seu amor através de você.
Você pode ainda não acreditar nisso. Você pode estar convencido de que com muito
trabalho e comprometimento, você pode criar o amor incondicional, a longo prazo e sacrificial a
partir do seu próprio coração. Você quer acreditar que este amor está em você.
Mas quantas vezes o seu amor falhou em lhe afastar da mentira, da cobiça, da reação
exagerada, do pensamento mau a respeito da pessoa à qual você, diante de Deus, prometeu amar
para o resto da sua vida?
Por quantas vezes o seu amor provou ser incapaz de controlar a sua raiva? Quantas vezes
o seu amor lhe motivou a perdoar ou promoveu um final de paz em uma discussão constante?
São estes fracassos que revelam a condição pecaminosa da humanidade. Fomos todos
destituídos da ordem de Deus (Romanos 3:23). Todos nós demonstramos egoísmo, ódio e
orgulho. E ao menos que alguma coisa seja feita para nos purificar desses atributos pecaminosos,
iremos permanecer diante de Deus culpados e condenados (Romanos 6:23). É por esta razão que
se não estivermos corretos diante de Deus, não podemos amar de verdade nosso cônjuge, porque
Ele é a fonte desse amor.
Não podemos dar o que não temos. Não podemos acessar reservas e fontes interiores que
não podem ser exploradas. Da mesma forma que não podemos pagar um milhão de dólares se
não tivermos condições, não podemos demonstrar o amor que não temos. Podemos tentar, mas
iremos falhar.
Então a má notícia é: o amor que é capaz de resistir a todas as pressões está fora do nosso
alcance, enquanto tentarmos encontrá-lo dentro de nós mesmos. Precisamos de alguém que nos
dê esse tipo de amor.
"O amor vem de Deus" (1 João 4:7). E somente aqueles que permitiram que Ele entrasse
em seus corações através da fé em Seu Filho, Jesus - somente aqueles que receberam o Espírito
de Cristo através da fé em Sua morte e ressurreição - são capazes de alcançar o real poder do
amor. "Porque sem mim," disse Jesus, "nada podeis fazer" (João 15: 5).
Mas Ele também disse, "Se vós permanecerdes em mim, e as minhas palavras
permanecerem em vós, pedi o que quiserdes, e vos será feito" (João 15:7). Deus prometeu por
meio de Cristo habitar em nosso coração através da fé, de forma que possamos "conhecer o amor
de Cristo que excede todo entendimento, para que vocês sejam cheios de toda a plenitude de
Deus" (Efésios 3:19).
Quando nos rendemos a Cristo, o Seu poder opera através de nós. Mesmo naquilo que
somos melhores, não somos capazes de alcançar o padrão de Deus. Mas Ele "é capaz de fazer
infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua
em nós" (Efésios 3:20). E assim que devemos amar nosso cônjuge.
Então, este segredo inquietante - tão poderoso quanto parece _ traz um final feliz para
aqueles que não mais resistirem e receberem o amor que Deus tem para eles. Isso significa que o
amor que Ele "derramou em nosso coração, por meio do Espírito Santo que Ele nos concedeu"
(Romanos 5:5) está sempre disponível, todas as vezes que decidimos nos submeter a ele.
Simplesmente não somos capazes de demonstrar esse amor sem Ele.
Quem sabe, você nunca entregou o seu coração a Cristo, mas O sente lhe atraindo. Você
deve estar percebendo pela primeira vez que, também, desobedeceu aos mandamentos de Deus,
que a sua culpa lhe impedirá de conhecê-Lo. Mas, as escrituras dizem que se nos arrependermos
e abandonarmos o pecado e nos voltarmos para Deus, Ele está de braços abertos para nos perdoar
por causa do sacrifício que o Seu filho sofreu na cruz. Ele está lhe chamando, não para lhe
escravizar, mas, para lhe libertar, de forma que receba Seu amor e perdão. Então, esse amor pode
ser compartilhado com aquele (a) que você foi chamado especificamente para amar.
Talvez, você já seja cristão, mas poderia admitir que está caminhando longe da
companhia do Senhor. Você não está vivendo na Palavra, não tem uma vida de oração, pode ser
que você nem esteja mais indo aos cultos. O amor que você sentia correr pelas suas veias se
reduziu à apatia.
A verdade é, não podemos viver sem Ele e não podemos amar sem Ele. E não existem
palavras que expliquem o que Ele pode fazer em seu casamento se você colocar a sua confiança
n’Ele.

» Desafio de hoje »
Olhe os desafios dos dias anteriores. Existe algum que parecia impossível para você? Você
percebeu que precisa de Deus para mudar seu coração e lhe dar capacidade para amar? Peça a
Ele para mostrar onde você precisa da intervenção Dele, e peça força e graça para cumprir o seu
destino eterno.

Trecho do livro Desafio de amar
Editora palavra da fé
--
Geibson Lehugeur - MARP/MRM

Postagens mais visitadas deste blog

Pólvora em Chimango

Sacrifício Diário

Noé